Temas em Foco

Programa Cooperjovem, escolas com alegria

A força do trabalho coletivo, texto voltado à equipe gestora, trata da falada falta de interesse, da indisciplina, da pouca capacidade de aprender, pois ainda é comum responsabilizar o aluno pelo mau desempenho. Uma professora do Espírito Santo e outra do Rio Grande do Sul, fizeram o oposto. Vencedoras do Prêmio Educador Nota 10, elas atuam em escolas nas quais os resultados de aprendizagem são encarados como reflexo direto do trabalho desenvolvido por todos. 

Isso só foi possível porque as duas escolas adotam uma gestão democrática, com instâncias de participação efetiva dos diversos segmentos nas decisões, o que gera uma corresponsabilização em relação ao que ocorre dentro da instituição. 

O texto 5 estratégias para melhorar o trabalho em grupo na sua sala de aula, é sugerido aos professores, já que viver a experiência de trabalho coletivo, respeitar as opiniões e aprender a gerenciar conflitos são habilidades que precisam ser desenvolvidas logo cedo.

Muito se fala em trabalho em grupo como a melhor alternativa para resolver situações-problema, que devemos na escola, viver essa experiência de trabalho coletivo, respeitar as opiniões e aprender a gerenciar conflitos, pontos de vista discordantes e desenvolver a escuta para além da fala. Porém, como no dia a dia da sala de aula podemos desenvolver essas habilidades nos estudantes? Para ajudar a pensar nos processos relacionados à construção de atividades em grupo com os estudantes apresentamos cinco tópicos que podem guiar esse tipo de trabalho.

Com a chegada de mais um final de ano, muitas escolas realizam campanhas de arrecadação de alimentos e roupas e planejam visitas a asilos para que as crianças interajam com idosos. Ao inserir essas ações (e suas atividades) nos projetos educacionais cooperativos demonstram a necessidade de as escolas ampliarem a reflexão acerca de outros objetivos igualmente importantes.

Em razão disso, a sugestão de leitura da quinzena é Professora estimula trocas de experiências entre crianças e idosos. O texto relata um projeto realizado em Santos (SP) chamado “A criança e o Idoso: um diálogo para o futuro”, com o objetivo de estabelecer um diálogo mais frequente entre as gerações.

Sempre acreditei que esses encontros teriam que ser uma via de mão dupla, em que o diálogo intergeracional pudesse proporcionar um caminho de afeto e conhecimento mútuo, diz a professora. A ideia foi levar os pequenos até um asilo para que eles pudessem participar de atividades conjuntas com os idosos. Também identifiquei que era muito importante apresentar a essas crianças os idosos ativos, que têm autonomia e não necessitam de cuidados institucionais. Vale a pena conferir!

Falando em trabalho em grupo, atividades coletivas e interação, ou em assembleias que promovem a participação de estudantes nas decisões da escola, trazemos como sugestão de vídeo Falar e ouvir: as assembleias no Projeto Âncora como exemplo de ação a ser aprendida com mediação.

Iniciativa de escola do Cooperjovem põe alunos como agentes de transformação é a notícia desta última quinzena do blog e retrata as mudanças que caracterizam uma intervenção cooperativa dos estudantes na realidade escolar. Alunos da Escola de Ensino Fundamental Prefeita Erna Heidrich, de Taió, parceira do Sicoob Alto Vale desde março de 2017, ficaram frente a frente com o prefeito Almir Guski e com o secretário de Educação, Cultura e Esportes, João Tadeu Correa, para um bate-papo.

O evento ocorreu na Câmara de Vereadores de Taió, no dia 22 de outubro e teve por objetivo desenvolver ações democráticas e de empoderamento dos alunos. “Além de desenvolver habilidades de comunicação, o trabalho também tem o objetivo de fazer com que os alunos sejam agentes de transformação e de construção histórica”, explicou a professora e idealizadora do projeto, Maria Aparecida Vizentainer. Parabéns pela iniciativa.

Por fim, sugerimos a leitura da dica Como fortalecer o agir cooperativo em trabalhos em grupo. A capacidade de trabalhar em grupo é uma competência cada vez mais importante na sociedade moderna e é frequentemente listada entre as habilidades socioemocionais que escolas e educadores devem desenvolver em seus alunos. Mas não é de hoje que psicólogos estão estudando o comportamento das pessoas quando requeridas a trabalhar em grupo.

Boa leitura

Desejamos um feliz fechamento de ano na escola com o alcance de objetivos traçados coletivamente

Equipe Cooperjovem SC

Envie para

Comments

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.