Leitura para Gestores e Equipe Pedagógica

Como tornar a reunião de pais e responsáveis mais dinâmica

Olá, colegas

Sabemos o quanto a parceria escola-família é necessária para o sucesso do processo educativo das crianças. Portanto, planejar momentos produtivos em que ambos se reúnem é fundamental. As reuniões de pais acontecem geralmente de três a quatro vezes ao ano e precisam de uma boa organização para serem aproveitadas ao máximo. Na escola onde trabalho, estamos encerrando um trimestre letivo e iniciando outro. Então, está na hora de socializarmos o processo de aprendizagem das crianças em relação aos objetivos que foram traçados neste 1° trimestre, além de apresentarmos às famílias as metas que traçamos para o próximo.

Os professores organizam portfólios com as atividades das crianças e conversam com as famílias, esclarecendo os métodos de ensino que utilizam e as teorias e estudos que fundamentam seu trabalho. Há professores que montam painéis de fotos ou vídeos para ilustrar com maior clareza o trabalho desenvolvido. Os pais adoram e se emocionam!

Nos horários de trabalho pedagógico coletivos (HTPCs) que antecedem a reunião, eu e minha parceira na coordenação, costumamos combinar com os professores a pauta coletiva, selecionando os informes e pontos únicos que precisam ser tratados por todos. Os professores recebem uma pasta com a pauta do trimestre, listas de presença e outros documentos para serem usados na reunião. Ao final de cada encontro com os pais, a pasta volta para coordenação para nosso acompanhamento e para que seja novamente organizada no próximo trimestre letivo.

Além desta organização, sugerimos aos professores um texto ou vídeo para início da reunião. Na última, os professores do Ensino Fundamental utilizaram o texto Os filhos do quarto, de autoria de uma psicopedagoga, uma importante reflexão em épocas de  “Baleia Azul” e outros jogos online perigosos. Já para os professores da Educação Infantil indicamos o texto Tudo o que eu precisava saber eu aprendi no jardim de Infância, de Robert Fulghum. Ele fala sobre a valorização do aprendizado, mesmo quando somos bem pequenos. Os professores têm a liberdade, contudo, de utilizar outros materiais de sua preferência. Afinal, o olhar do docente frente ao contexto e necessidades da sua turma precisa ser considerado e valorizado.

Também planejamos um momento de acolhimento no pátio ou biblioteca, no qual a diretora recebe as famílias e aborda assuntos de organização geral da escola. E, por termos recebido alguns questionamentos sobre a comemoração do Dia das Mães, ela abordou o tema felicitando as mães, mas esclarecendo o porquê de não comemorarmos a data na escola. Para complementar, li um artigo recente do Jornal Estadão: Acabem com o tormento das festas de dia das mães da escola. Os pais e responsáveis gostaram e até aplaudiram a leitura. Muitos se identificaram, pois, como em toda escola, temos várias composições e dinâmicas familiares que precisam ser respeitadas.

Tivemos momentos ricos e produtivos com os familiares, nos quais a equipe apresentou o trabalho pedagógico comprometido e de qualidade que busca diariamente desenvolver. As avaliações foram muito positivas, o que nos impulsiona a continuar.

E vocês colegas, como têm organizado neste momento do ano letivo suas reuniões de pais e responsáveis?

Muriele Massucato

https://gestaoescolar.org.br/conteudo/1812/blog-coordenadoras-em-acao-como-tornar-a-reuniao-de-pais-e-responsaveis-mais-dinamica?

Envie para

Comments

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *